Desenvolva uma estratégia sólida. Comece por criar uma estratégia baseada no questionamento. Que problemas você pretende resolver? Em que nicho de mercado você pretende trabalhar? Que tipo de abordagem você pretende fazer a esse público-alvo? Responda a essas perguntas e, com elas, defina a sua estratégia inicial. Comece por planejar suas ações antes de executar qualquer uma delas. Isso fará uma grande diferença no resultado final.

Ele é o co-fundador da Neil Patel Digital. O The Wall Street Journal o considera como influenciador top na web. A Forbes diz que ele está entre os 10 melhores profissionais de marketing e a Enterpreuner Magazine diz que ele criou uma das 100 empresas mais brilhantes do mercado. O Neil é um autor best-seller do New York Times e foi reconhecido como um dos 100 melhores empreendedores até 30 anos pelo presidente Obama e como um dos 100 melhores até 35 anos pelas Nações Unidas.

Dentre as várias vantagens de trabalhar com marketing de afiliados, diria que a mais interessante é o potencial de rentabilização desse mercado. Existem produtos que pagam comissões altíssimas, recorrentes, por clique, por venda, por impressão, etc. Existem também afiliados que trabalham na divulgação desses produtos através de plataformas de publicidade e outros que aproveitam os programas de afiliados como forma de rentabilizar o tráfego dos seus sites e blogs. Ambos os modelos são perfeitamente viáveis e geram resultados.


O CPL é muito idêntico ao CPA, mas com uma pequena diferença: a validação das leads. No CPL, você não é remunerado pela ação, mas sim pelo fato de a ação ser validada. Um bom exemplo de um programa deste gênero é o programa de recrutamento de novos afiliados para plataformas como a UpRise40, Netlucro, Netfilia, Netaffiliation ou a Public-Idées, por exemplo. Nestes casos, o afiliado não é remunerado pelos usuários que se inscrevem nas plataformas, mas sim pelos usuários que se inscrevem e são aceitos pelas plataformas para começarem a correr as campanhas de afiliados. Esta é a grande diferença entre a ação e a lead válida.
One way marketers can reach out to consumers, and understand their thought process is through what is called an empathy map. An empathy map is a four step process. The first step is through asking questions that the consumer would be thinking in their demographic. The second step is to describe the feelings that the consumer may be having. The third step is to think about what the consumer would say in their situation. The final step is to imagine what the consumer will try to do based on the other three steps. This map is so marketing teams can put themselves in their target demographics shoes.[69] Web Analytics are also a very important way to understand consumers. They show the habits that people have online for each website.[70] One particular form of these analytics is predictive analytics which helps marketers figure out what route consumers are on. This uses the information gathered from other analytics, and then creates different predictions of what people will do so that companies can strategize on what to do next, according to the peoples trends.[71]
Franck Scipion es el autor del blog Lifestyle Al Cuadrado, donde comparte estrategias, tácticas y herramientas probadas para ayudarte a construir un negocio que amas y vivir la vida de tus sueños. Si estás trabajando en transformar una idea en un negocio online, Chequea el training REINVENCIÓN KNOWMADA en el qué Franck está ayudando cotidianamente a neo-emprendedores a reinventarse profesionalmente en digital creando un negocio online lleno de propósito.
×